Página Principal seta Biblioteca seta Biologia seta Fisiologia Humana

Não Encontrou? Pesquise Aqui!

Fisiologia Humana Imprimir E-mail
Escrito por SOS Estudante.com   


Bookmark and Share

I - Fisiologia Humana: Funções Vitais

Digestão:

Processo químico e mecânico, onde ocorre a quebra das moléculas dos nutrientes. Estes nutrientes são os lipídios, as proteínas, os carboidratos e os ácidos nucléicos. O caminho do alimento é o seguinte: Boca, esôfago, estômago, duodeno, intestino delgado (jejuno), intestino grosso e reto, por onde saem as fezes. A bile, produzida pelo fígado, emulsifica gorduras, facilitando a ação das lipases. Os hormônios envolvidos na digestão são: Gastrina, secretina, colecistocinina e enterogastrona. Todos secretados por células epiteliais do trato digestivo. As pregas intestinais ou vilosidades são formadas por vasos sangüíneos e linfáticos, tecido conjuntivo e tecido epitelial com microvilosidades, que aumentam a superfície de absorção.

Dicas: Lembrar que as enzimas gástricas (do estômago) não quebram carboidratos, mas apenas proteínas, pela ação da pepsina, que é ativada pelo HCl do suco gástrico.

A tripsina e a quimiotripisna estão inicialmente na forma de tripsinogênio e quimiotripsinogênio, que são ativados pela enteroquinase no duodeno, quando o suco pancreático ali é lançado.

Os monossacarídeos são obtidos a partir de dissacarídeos no intestino delgado pela ação das enzimas entéricas: maltase, lactase e sacarase.

Todo alimento é utilizado como fonte de energia ou construção da matéria viva. O que estiver em excesso será armazenado na forma de lipídios, nos adipócitos (células do tecido gorduroso ou adiposo). Quando há carência de nutrientes, as gorduras começam a ser mobilizadas como fonte de energia e a pessoa emagrece.

Problemas do Trato Digestivo:

Úlcera péptica - causada por medicamentos ou pela bactéria Helicobacter pylori, há falha na defesa do revestimento do estômago ou duodeno e a acidez gástrica ataca este revestimento e surgem lesões e feridas, que ocasionam dores e asia; A constipação ocorre quando os movimentos peristálticos do intestino estão muito lentos, e os resíduos ficam muito tempo no intestino, onde endurecem devido à grande reabsorção de água; a diarréia ocorre quando o intestino delgado fica irritado e os movimentos peristálticos ficam muito rápidos.

Funções do fígado: armazenar glicose na forma de glicogênio, armazenar algumas vitaminas, transformar glicídios em lipídios e proteínas, produzir a bile, entre outras...

Excreção:

Eliminação dos resíduos metabólicos resultantes das reações químicas das células do organismo. Tais excretas nitrogenados não podem permanecer na circulação sangüínea por serem tóxicos. Eles podem ser a amônia, a uréia e o ácido úrico. Animais amoniotélicos: excretam a amônia por ser uma substância muito solúvel em água; Animais uricotélicos: excretam ácido úrico, que é muito pouco solúvel e não precisa de quantidade relevante de água; Animais uriotélicos: excretam uréia, que requer pouca quantidade de água e é bem adaptada à excreção humana, pois precisamos economizar o máximo de água possível. Nossa excreção é feita pelos néfrons, que são a unidade filtradora dos rins. Existem cerca de um milhão de néfrons em cada rim. Nosso rim é do tipo metanefro, pois retira todos os metabólitos direto do sangue. 99% da água é reabsorvida e no ducto coletor é formada a urina, armazenada na bexiga e liberada pela uretra.

Dica: Dois hormônios atuam na excreção humana: a aldosterona e o hormônio antidiurético (ADH). O ADH é liberado pela hipófise e facilita a reabsorção de água nos néfrons. O álcool inibe o ADH, produzindo urina mais diluída e abundante. A aldosterona, das supra-renais, aumenta a reabsorção de íons nos túbulos do néfron e atua, portanto, no controle osmótico do sangue.

Problemas do Trato Urinário:

Uremia - elevação da taxa de uréia no sangue; Glomerulonefrite - inflamação dos glomérulos. Cálculos renais - acúmulo de cristais de sais minerais nos rins, e a chance aumenta pela baixa ingestão de água.

Respiração:

Representada pelos processos de inspiração e expiração. O Sistema é formado pelas vias respiratórias e pelos pulmões. O ar inspirado, rico em oxigênio, enche os pulmões ao nível dos alvéolos (sacos onde ocorrem as trocas gasosas com o sangue (hematose)). Os pulmões são protegidos pela caixa torácica, formada pelo Esterno e pelas costelas. Os movimentos são feitos pelo Diafragma e pelos músculos intercostais. Quando inspiramos, a caixa se expande e o diafragma desce, entrando o ar. Quando expiramos, a caixa volta ao normal e o diafragma sobe novamente, expelindo o ar, cheio de gás carbônico. O sangue deve nutrir os tecidos e por isso leva os nutrientes e os gases respiratórios. Quando chega às células dos tecidos diversos, ocorre uma troca entre eles e o sangue arterial, que libera o oxigênio e recebe o gás carbônico, que é carregado principalmente sob a forma de íons Bicarbonato, mas também é levado dissolvido no plasma e ligados à hemoglobina. A anidrase carbônica é a enzima que vai catalisar a reação da água com o dióxido de carbono no sangue. A hemoglobina é o pigmento das hemáceas que lhes dá a coloração característica e através dos seus íons Ferro, carregam o oxigênio inspirado para todas as células do corpo. Tal oxigênio será utilizado para a respiração celular, com um saldo energético de 38ATPs.

Dica: O CO (monóxido de carbono), um gás inodoro, faz uma ligação altamente estável com a hemoglobina, incapacitando-a de transportar o oxigênio. Se o indivíduo for exposto ao CO por um período prolongado pode chegar à morte por asfixia.

Em altitudes mais elevadas, o ar é mais rarefeito e a disponibilidade de oxigênio, mais baixa. As pessoas que vivem ao nível do mar, ao subirem a tais altitudes sentem o impacto da carência de oxigênio. O organismo, para suprir tal carência, começa a produzir mais hemáceas na medula óssea, pela ação do hormônio Eritropoetina e, portanto, vai haver maior número de moléculas de hemoglobina para captarem mais oxigênio.

Problemas do Trato Respiratório:

Gripe e resfriado - causados por vírus, que atacam as vias respiratórias, os seios nasais e o ouvido; Tuberculose e pneumonia - causadas por bactérias. A traquéia e os brônquios podem ficar inflamados, podendo ocasionar a bronquite aguda, podendo chegar aos pulmões - broncopneumonia. A bronquite crônica ocorre devido à irritação constante das vias aéreas por ação do fumo, alergias e poluição do ar. O enfisema é uma destruição progressiva dos alvéolos, causada principalmente pelo fumo. A asma é uma reação inflamatória nos brônquios, com edema, hipersecreção de muco e contração da musculatura lisa, provocando falta de ar.

Circulação:

A circulação é feita através do tecido sangüíneo. O sangue circula por vasos, as artérias, as veias e os capilares. A circulação humana é dupla, fechada e completa. O sangue passa duas vezes pelo coração em um circuito completo que dura cerca de 1 minuto. O coração é composto de quatro cavidades: dois átrios e dois ventrículos. O átrio direito recebe sangue venoso do corpo através das veias cava. O ventrículo direito bombeia este sangue para os pulmões, onde ocorre a hematose, através da artéria pulmonar. O sangue arterial entra no átrio esquerdo e é bombeado para o corpo através da sístole do ventrículo esquerdo e sai do coração para o corpo através das aterias Aorta e Carótidas. As cavidades são separadas por válvulas e há também válvulas entre os ventrículos e os vasos por onde o sangue sai. O miocárdio é o músculo cardíaco (musculatura estriada cardíaca - movimentos involuntários). Ele tem certa independência em relação ao sistema nervoso, pois permite os batimentos cardíacos através de feixes de células que transmitem um impulso elétrico permitindo os movimentos de sístole e diástole de ambos os átrios e ambos os ventrículos. São o nódulo sino-atrial; o nódulo átrio-ventricular; o feixe de hiss e as fibras de purkinje. O sangue arterial leva nutrientes, gases respiratórios e hormônios para os tecidos e recolhe excretas e gás carbônico. A troca ocorre ao nível dos capilares, vasos bem finos e o que extravasa e não retorna devido à diferença de pressão na parte arterial e na parte venosa do capilar, é recolhido pela circulação linfática, que também transporta linfócitos, células de defesa do organismo. O que é recolhido é mais tarde levado de volta ao sangue através das veias subclávias.

Dica: Veia é todo vaso que entra no coração e artéria, todo aquele que sai do coração, independente do tipo de sangue eu transporta (arterial ou venoso).

Problemas do Trato Circulatório:

Aterosclerose - endurecimento dos vasos sangüíneos pela deposição de placas de gordura (ateroma); Isquemia - dificuldade de transporte de oxigênio e oxigenação das células em geral; Trombose - entupimento de um vaso, impedindo a passagem do sangue; Derrame (AVC) - rompimento de uma artéria do cérebro devido à uma elevação brusca da pressão arterial; Infarto- morte do miocárdio devido ao entupimento das artérias que irrigam o coração, as coronárias. Sintomas são angina pectoris (dor no peito esquerdo que irradia para o braço), dor na nuca, sudorese e dificuldade respiratória. Causas dos problemas cardíacos e circulatórios: Sedentarismo (falta de exercício físico), obesidade, alimentação rica em gordura animal e gordura trans, fumo, estresse, depressão e uso de anabolizantes.

By: Renato Salgado

QUESTÕES PROPOSTAS

Objetivas:

(FCC-SP) Se, por alguma razão, não mais ocorresse síntese de gastrina numa pessoa, qual das substâncias abaixo não continuaria a ser digerida normalmente?

a) sacarose

b) lactose

c) gordura

d) amido

e) proteína

(UFSE) Tripsina, pepsina e ptialina são enzimas digestivas produzidas, respectivamente, no:

a)fígado, pâncreas e estômago.

b)pâncreas, estômago e glândulas salivares.

c)pâncreas, glândulas salivares e estômago.

d)estômago, glândulas salivares e fígado.

e)fígado, estômago e pâncreas.

(PUC-PR) A maior parte do gás carbônico eliminado pelas células no eu metabolismo é transportado no sangue:

a)combinado com a hemoglobina.

b)pelas hemáceas.

c)na forma de íon bicarbonato dissolvido no plasma.

d)combinado com íons hidrogênio.

e)pelos leucócitos.

(UFRS) A velocidade dos movimentos respiratórios aumenta quando, no sangue, a concentração:

a)de uréia aumenta.

b)da carboemoglobina diminui.

c)de dióxido de carbono é alta.

d)da oxiemoglobina é elevada.

e)da carboemoglobina permanece constante.

(UFES) Na expiração não ocorre:

a)relaxamento do diafragma.

b)diminuição do volume pulmonar.

c)contração da musculatura intercostal.

d)aumento da pressão intrapulmonar em relação à pressão atmosférica.

e)eliminação de dióxido de carbono.

(UFF) No aparelho circulatório, as trocas gasosas entre o sangue e os tecidos ocorrem no nível de:

a)vênulas.

b)capilares.

c)arteríolas.

d)vasos linfáticos.

e)alvéolos.

(FEEQ-CE) O coração funciona como uma bomba. Nos mamíferos, o sangue com baixo teor de oxigênio é enviado aos pulmões. Por outro lado, o sangue oxigenado nos pulmões é mandado para os vários setores do organismo. Assinale a opção correta entre as abaixo apresentadas:

a)O sangue que sai do ventrículo esquerdo é enviado aos pulmões para oxigenação.

b)O átrio direito recebe sangue das veias cavas e o envia para o organismo.

c)O ventrículo direito recebe o sangue oxigenado e o envia para o organismo.

d)A aorta sai do ventrículo direito e transporta sangue oxigenado.

e)As veias pulmonares levam o sangue oxigenado para o átrio esquerdo.

(Acafe-SC) No sistema urinário dos mamíferos o sangue é filtrado no nível da (dos):

a)alça de henle.

b)cápsula de bowman.

c)túbulos contornados proximais.

d)túbulos contornados distais.

e)glomérulo de malpighi.

(PUC-SP) Em decorrência da baixa ingestão de água pelo organismo, pode-se prever que:

a)diminua a pressão osmótica do sangue.

b)os túbulos renais fiquem mais permeáveis à água.

c)diminua a taxa de hormônio antidiurético liberado na circulação.

d)aumente a secreção de aldosterona e diminua a de hormônio antidiurético.

e)a urina se torne muito diluída.

(Cesgranrio) A excreção está relacionada à eliminação de substâncias prejudiciais resultantes do metabolismo. Dos órgãos abaixo, assinale aquele que não está associado a esta função:

a)pâncreas.

b)pulmões.

c)fígado.

d)rins.

e)pele.

GABARITO:

1)e

2)b

3)c

4)c

5)d

6)b

7)e

8)e

9)b

10)a

Discursivas:

(UFRJ) Quando se faz um esforço prolongado ou quando a temperatura ambiente está alta, a sudorese (produção de suor) ajuda a baixar a temperatura do corpo. Nestas circunstâncias, é comum a urina se tornar mais concentrada. Explique a relação fisiológica entre esses fatos.

(ESAL-MG) Com relação à regulação hormonal da excreção urinária, qual a atuação do hormônio antidiurético (ADH)?

(Vunesp-SP) Considere o coração de um mamífero, por exemplo, o do homem.

a) Qual das quatro cavidades apresenta parede mais espessa?

b) Por quê?

(UFF) Descreva o caminho que o ar atmosférico percorre no aparelho respiratório humano, citando seus segmentos anatômicos e explicando a diferença na composição do ar inspirado e expirado.

(Unicamp-SP) O suco gástrico é rico em ácido clorídrico, que é secretado pelas células parietais do estômago humano. Ocorrendo uma deficiência na produção desse ácido pelo estômago, o que aconteceria com a digestão gástrica das proteínas? Por quê?

 
< Anterior   Próximo >