Não Encontrou? Pesquise Aqui!

A ESTRUTURA INDUSTRIAL

A ESTRUTURA INDUSTRIAL

Os Diversos Tipos de Indústria

O tipo de indústria original, é ainda hoje mais comum, denomina-se indústria de
transformação e consiste na transformação de produtos naturais em bens industrializados ou
manufaturados.
Exemplos: o sapato (transformado do couro), automóveis (a partir do aço, borracha, etc.),
móveis (transformação da madeira ou de metais), etc. Todavia, a produção industrial, ou seja, a
intensa mecanização e fabricação em série também atinge setores da economia, tais como, da
construção e o da atividade axtrativista.
A atividade extrativista caracteriza-se por ser uma coleta ou extração de recursos
fornecidos pela natureza, tais como, o da pesca, a caça, a coleta vegetal (madeira, frutos) e a
extração de minérios (ouro, carvão, diamante, etc.). O extrativismo é conhecido pelo homem
desde períodos pré-históricos, sendo algo comum e fácil de ser realizado. Mas a partir da
Revolução Industrial, a atividade extrativista foi se sofisticando, sofreu intensas transformações
com a mecanização e produção em grande escala, passando então, a constituir um tipo de
indústria. Daí fala-se hoje em indústria extrativista, que seria extração de minerais feita com
grandes recursos de capitais (como petróleo, ou a pesca com navios adequadamente
equipados ou ainda a produção de madeira com máquinas modernas e técnicas apropriadas
para o corte, o replantio e etc.).
O mesmo ocorreu com o setor da construção, a partir do século XIX essa atividade
também passou a ser realizada  de forma cada vez mais industrial, isto é, em grande escala
com intensa mecanização e produção em série. Assim, hoje é comum encontrarmos prédios
enormes construídos em poucas semanas, muitas vezes com paredes pré-fabricadas e todos
os materiais necessários para a construção (tijolos, encanamentos, vidros, cimento, etc.)
advindos do ramo da indústria. Dessa forma, considera-se hoje, boa parte da atividade de
construções, as indústrias de construção, nas quais se incluem a construção naval (navios), a
construção civil (edifícios, residências) e a construção pesada (usinas hidrelétricas, viadutos).
Em resumo, temos então nos dias atuais três tipos principais de indústrias as de
transformação, as extrativistas e as da construção. De acordo com a tecnologia empregada
nessas indístrias, elas podem ser classificadas em dois tipos:
* Indústrias tradicionais: que contam com muita mão-de-obra e poucas máquinas.
*Indústrias modernas: ou de capital intensivas que aplicam maior soma de
recursos em máquinas e tecnologias.
As indústrias de transformação, que constituem o tipo mais comum e característico de
atividade industrial, podem ser divididas, de acordo com a natureza dos bens produzidos, em
três tipos:
* Indústrias de bens de produção ou de bens de capital ou indústrias de base:
elaboram matérias primas para outros tipos de indústrias e, por isso, são
consideradas como uma infra-estrutura ou base necessária para a existência das
demais fábricas. Exemplos: indústrias siderúrgicas, metalúrgicas, petroquímicas e
outras.
*Indústrias intermediárias – constituídas pelas fábricas que produzem máquinas
(indústria mecânica) e equipamentos (indústrias de peças, ferramentas, etc.)
*Indústrias de bens de consumo ou indústrias leves – são aquelas que são
consumidas diretamente pelas pessoas. Elas costumam ser, divididas em: bens de
consumo duráveis (automóveis, eletrodomésticos, móveis, vestuário e etc.) e
bens de consumo não duráveis (bebidas, cigarros, alimentos e etc.).