Análise: COMERCIAL DO CARLINHOS

Cursinho Online

http://www.youtube.com/watch?v=hmdmfWQW4ig&feature=player_embedded O vídeo demonstra o quanto somos falhos ao avaliar o Outro. Revela como o ato de estereotipar é mecânico, pois ao assistir o vídeo pela primeira vez nos surpreendemos com o resultado: quem é o Carlinhos? A ignorância e o preconceito são os maiores problemas e em muitos casos a própria família despreza as crianças com deficiência. O problema está em nós: os sem deficiência. Muitas vezes, ignoramos essas crianças, menosprezando e olhando como “coitadas”.
 
Quem já assistiu ao filme Nell sabe o quanto ela sofreu isolada do mundo. Os pais deveriam mostrar a sociedade o quanto essas crianças são úteis para nós também. O quanto eles são capazes de aprender e de realizar qualquer serviço; bastando ensiná-los. Quantas vezes subestimamos a capacidade deles? Quantas vezes queremos fazer por eles? E na verdade eles são tão capazes quanto os que não têm deficiência. Muitas vezes, por falta de informação agimos com sentimento de incompetência e de incapacidade. Não conseguimos tratá-los e entendê-los. Como nos comunicar e compreender sentimentos e ações dos portadores de síndrome de down?
 
Ainda temos muito que aprender sobre o tema, pois só agora as pessoas têm coragem de mostrar as crianças com deficiência. Acreditamos que quanto maior o contato menor o tabu. Mesmo os pais têm dúvidas sobre o que podem e o que não podem. Quais são os direitos? Por falta de conhecimentos ficamos impotentes e paralisados porque não sabemos como agir. E quando agimos e eles nos dão uma resposta (oral, ou com gestos ou com olhares), às vezes, não sabemos como continuar a comunicação. Falta divulgação e preparo dos profissionais para lidar com as crianças com síndrome de Down. A Lei existe e esta ai, mas falta capacitar os profissionais para lidarem com essas crianças. Caso contrário, acabará existindo a exclusão e não a inclusão.

Os professores na verdade acabam realizando as tarefas na certeza de que estão fazendo o melhor pela criança, mas nem sempre é mesmo o melhor. Talvez seja o melhor para o professor naquele momento. Temos que nos conscientizar e buscar cada vez mais informações para realizar um trabalho digno e incluir de fato essas crianças ao ambiente escolar. Quanto mais informação e conhecimento, mais respeitado será o Down na sociedade. Devemos ter em mente que eles são capazes de realizar qualquer tarefa, desde que, ensinados e respeitados os limites de cada um. Comercial Carlinhos. Milhares de criança no Brasil precisam da sua ajuda. Os portadores da Síndrome de Down só precisam do seu respeito. Down. A pior síndrome é a do preconceito.

comoseraprovada

Fale Conosco

SOSEstudante.com - Passos-MG

  • dummy(35) 4103-0707

  • dummy(35) 9.8429-9938

  • dummycontato@sosestudante.com

Compartilhe

Neste momento

Temos 169 visitantes e Nenhum membro online

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba as novidades sempre em seu e-mail.

© 2019 SOSEstudante.com. Todos os direitos reservados.

Pesquisar

On Screen Facebook Popup by Infofru

Receba sempre novidades via Facebook. Curta a nossa FanPage!!!

Close

On Screen Facebook Popup by Infofru

Receba sempre novidades via Facebook. Curta a nossa FanPage!!!

Close