Trabalho II sobre o Realismo e o Naturalismo

Trabalho pronto escolar de literatura sobre o Realismo e o Naturalismo.

 184
Trabalho II sobre o Realismo e o Naturalismo

A poesia do final da década de 1860 já anunciava o fim do Romantismo; Castro Alves, Sousândrade e Tobias Barreto faziam uma poesia romântica na forma e na expressão, mas os temas estavam voltados para uma realidade político-social.  O mesmo se pode afirmar de algumas produções do romance romântico, notadamente a de Manuel Antônio de Almeida, Franklin Távora e Visconde de Taunay.  Era o pré-realismo que se manifestava.

Na década de 70 surge a chamada Escola de Recife, com Tobias Barreto, Sílvio Romero e outros, aproximando-se das ideias europeias ligadas ao Positivismo, ao Evolucionismo e, principalmente, à filosofia alemã.  São os ideais do Realismo que encontravam ressonância no conturbado momento histórico pelo Brasil, sob o signo do abolicionismo, do ideal republicano e da crise da Monarquia.

Em 1857, o mesmo ano em que no Brasil era publicado O guarani, de José de Alencar, na França é publicado Madame Bovary, de Gustave Flaubert, considerado o primeiro romance realista da literatura universal.  Em 1865, Claude Bernard publica Introdução à medicina experimental, com uma tese sobre a hereditariedade.  Em 1867 Émile Zola publica Thérèse Raquin, inaugurando o romance naturalista.

--------------------------------------------------

Arquivo ZIP contendo trabalho pronto em documento do Word para você copiar/editar como desejar.

Trabalho original com 24 páginas enviado por antigos usuários do SOSEstudante.com.

Necessita revisão, ajustes e/ou correções ortográficas.

FAÇA O DOWNLOAD DO ARQUIVO ABAIXO...

Arquivos