Trabalho Pronto - A sonda espacial Pioneer 10

A Pionner 10 foi lançada ao espaço em 2 de março de 1972.

Trabalho Pronto - A sonda espacial Pioneer 10

Depois de passar 25 anos esquadrinhando o espaço, a Pioneer 10 foi desativada em 2003 e vaga pelo cosmo como sucata. Ela já teve seus dias de glória. Cumpriu missões importantes, fez os cientistas da Terra vibrarem com a qualidade das informações enviadas. 

Hoje, no entanto, em algum lugar do cosmo, a mais de 10 bilhões de quilômetros do Sol, ela já não passa de sucata. No dia 1º de Abril, a sonda interplanetária Pioneer 10 teve seus instrumentos desligados. A decisão dos cientistas de transformar a sonda em parte do lixo espacial aconteceu a partir da observação de que seus gastos de energia haviam se tornado excessivos. 

O tempo de vida limitado de seus reatores nucleares e a distância do Sol, que impossibilitava o uso das baterias solares, elevaram o custo de manutenção da sonda acima do considerado razoável. Além disso, os sinais mandados para a Terra já não possuíam boa 
qualidade, fazendo com que sua produção perdesse sensivelmente a importância científica. 

Para se Ter uma idéia, em 1º de janeiro de 1997, quanto a Pioneer estava a 9,81 bilhões de quilômetros de distância da Terra, seus sinais de rádio, viajando na velocidade da luz (300.000 km/Seg), demoravam 9 horas para chegar até nós. Era tempo demais. De seus 11 instrumentos de pesquisa, apenas quatro ainda estavam em funcionamento. Além disso, os lançamentos de espaçonaves mais modernas que a Pioneer 10, como as Voyagers 1 e 2, aprimoravam de tal forma a coleta de informações que já não havia razão para manter a veterana sonda em ação.