Trabalho Pronto - Os Tipos de Estrelas

Cada uma das estrelas que você vê à noite no céu, é na verdade, uma violenta bola giratória de gás luminoso e quente.

 362
Trabalho Pronto - Os Tipos de Estrelas
Estrelas

Os gases de uma estrela são comprimidos pela gravidade. As estrelas conseguem sua energia "queimando" gases. Não é como queimar carvão, mas uma reação mais eficiente chamada fusão nuclear. A quantidade de gás que uma estrela contém é muito importante, uma vez que influencia a gravidade, a temperatura, a pressão, a densidade e o tamanho da estrela. As estrelas vivem em galáxias; cada galáxia contém muitos tipos diferentes estrelas. Os astrônomos só entenderam a verdadeira natureza das estrelas neste século. Até então, estavam mais preocupados com a posição das estrelas.

Espectros de uma Estrela: Os astrônomos usam equipamentos especiais para colher e então separar a luz das estrelas em um espectro. Nesse espectro, há linhas de absorção. Cada estrela forma um espectro diferente. A astrônoma americana Annie Jump Cannon ordenou o espectro de milhares de estrelas em diferentes tipos. Cada tipo recebe uma letra do alfabeto. Os principais tipos são O, B, A, F, G, K, M, onde cada tipo de estrela é mais frio que o anterior.

Sequência Principal das Estrelas: A cor de uma estrela nos dá uma ideia da temperatura em sua superfície. As azuis são quentes, as vermelhas são mais frias. Se a temperatura é colocada em um gráfico contra a magnitude absoluta, quanto mais quente a estrela, mais ela brilha. Todas as estrelas na sequência principal estão em um período estável de suas vidas, o brilho é o resultado da fusão de hidrogênio em seus centros. Quando o hidrogênio se consome, a estrela sai da sequência principal. Estrelas com maior massa sairão mais depressa do que estrelas com massa menor.

Estrelas Variáveis: Algumas estrelas variam de brilho. As chamadas Lyre RR mudam em menos de um dia. As Cefeidas gastam mais de 100 dias. As Mira podem levar dois anos para completar um ciclo. As Cefeidas mudam seu brilho porque mudam fisicamente de tamanho e temperatura. 
Elas liberam mais luz ao se expandir, e menos ao se contrair. Uma estrela não será sempre igual, e é normal que passe por um período de instabilidade durante sua vida.

Estrelas Anãs brancas: Se a massa da estrela for 1,4 inferior à massa do Sol, o carbono não passará por reações nucleares. Sem fonte de energia, a estrela passa a esfriar lentamente, transforma-se em um objeto de pouca luminosidade: uma anã branca.

Estrelas Supernovas: Se a massa estelar for 1,4 superior à massa do Sol, as reações nucleares prosseguirão: do carbono para o oxigênio, neônio, magnésio, até chegar ao ferro. Nesse ponto, dependendo de sua massa, a estrela pode explodir, transformando-se em uma supernova, e reiniciar as reações nucleares em seu interior, ou implodir, transformando-se num buraco negro.