Trabalho sobre as Infecções Endodônticas

Trabalho pronto escolar de medicina sobre as Infecções Endodônticas.

 62
Trabalho sobre as Infecções Endodônticas

A maioria dos estudos relacionada a microbiota endodôntica indicava o predomínio das bactérias facultativas, até o início da década de 70, as espécies eram Streptococcus mitis, Streptococcus salivarius, Streptococcus mutans, Streptococcus sanguis e enterococos. Staphilococcus epidermides, lactobacilos, pseudomonas e Cândida albicans eram frequentemente encontrados em isolados de canais radiculares infectadas.

Em meados da década de 70 com o desenvolvimento e aperfeiçoamento das técnicas de isolamento e cultivo de anaeróbios estritos, foi gerado um interesse considerável quanto o papel destes microorganismos na patogênese das doenças endodônticas.

Em 1976, foi avaliada a condição bacteriológica de canais radiculares de dentes traumatizados, com coroas e polpas necrosadas. Com estes estudos foram observados vários achados importantes:

•Bactérias anaeróbias estritas que representaram cerca de 90% dos isolados.

•Bactérias apenas foram encontradas em casos de dentes com lesões perirradiculares associadas, esse achado ajudou a derrubar o conceito de que o tecido pulpar necrosado, mas estéril, é um irritante tecidual (amostra de dentes traumatizados, sem exposição pulpar).

•Casos sintomáticos foram diretamente relacionado a um maior número de bactérias no canal.

•O número de espécies bacterianas no interior dos canais variou de 1 a 12.

---------------------------------------------------------

Arquivo ZIP contendo trabalho pronto em documento do Word para você copiar/editar como desejar.

Trabalho original com 16 páginas enviado por antigos usuários do SOSEstudante.com.

Necessita revisão, ajustes e/ou correções ortográficas.

FAÇA O DOWNLOAD DO ARQUIVO ABAIXO...

Arquivos